História do Agrupamento

A História do Agrupamento

 

O Agrupamento de Escolas de Reguengos de Monsaraz, foi criado na sequência do Despacho de 1 de abril de 2013, emitido pelo Sr. Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, que procedeu à constituição da nova Unidade Orgânica denominada – Agrupamento de Escolas nº 1 de Reguengos de Monsaraz, com sede na Escola Secundária Conde de Monsaraz. O novo Agrupamento foi dotado de um órgão de gestão, tendo sido nomeada  uma Comissão Administrativa Provisória, que tomou posse, sexta-feira dia 26 de abril de 2013, em Coimbra.

Atualmente, a Direção do Agrupamento é constituída pelos seguintes elementos: 

Diretor – António Jorge Ferro Ribeiro
Subdiretor – Jacinto Manuel Morgado Simões Palma
Adjunta do Diretor – Alexandra Maria Ribeiro Guedes
Adjunta do Diretor – Marcelina Rosa Rato Chagas Oliveira
Adjunta do Diretor – Maria Paula Alves Bagio Cadete Pita

 

Desta forma foi formalmente constituído o Agrupamento de Escola de Reguengos de Monsaraz, que agrega as seguintes escolas:

  

Escola Secundária Conde de Monsaraz (escola sede)
Escola Básica nº 1 de Reguengos de Monsaraz
Escola Básica nº 2 de Reguengos de Monsaraz
Escola Básica de S. Pedro do Corval
Escola Básica de S. Marcos do Campo
Escola Básica do Campinho
Escola Básica das Perolivas
Escola Básica do Outeiro
Jardim de Infância de Reguengos de Monsaraz
Jardim de Infância de S. Pedro do Corval
Jardim de Infância de S. Marcos do Campo
Jardim de Infância do Campinho
Jardim de Infância das Perolivas
Jardim de Infância do Outeiro
Jardim de Infância da Caridade

 

O Agrupamento de Escolas de Reguengos de Monsaraz, à data da sua constituição, tinha cerca de 1800 alunos, 165 docentes, 71 assistentes operacionais e 14 assistentes técnicos.

 Com a publicação da Portaria nº 30/2014, de 5 de fevereiro, e em Diário da República 1ª série, da mesma data, a denominação do Agrupamento passou a ser Agrupamento de Escolas de Reguengos de Monsaraz.

 Transcreve-se um extrato do texto publicado no Jornal Escolar “Gazeta do Conde”, nº 35, de junho de 2013, da autoria do Presidente da Comissão Administrativa Provisória, Dr. António Jorge Ferro Ribeiro:

 

«… Antes de mais, queremos saudar, calorosamente, todos os que profissionalmente estão ligados às escolas que constituem este Agrupamento. Também, um agradecimento muito especial a todos os elementos que cessaram funções no âmbito das anteriores direções das escolas que compõem o novo Agrupamento.

Tendo em vista manter, se possível, melhorar a qualidade do que se ensina e do que se aprende, não se pretende introduzir fatores novos que possam ser motores de destabilização. É, assim, imperativo criar as condições necessárias para que este processo de mudança não colida com os direitos dos nossos alunos e dos restantes membros da comunidade educativa.  A nossa missão, nesta  Comissão Administrativa Provisória, será a de implementar as medidas necessárias e suficientes para criar uma cultura de rigor e de qualidade na mudança.  ... Pedimos compreensão, tolerância, colaboração e ousamos ainda pedir que, nestes tempos mais próximos não pergunteis, o que a C.A.P. pode fazer por vós, mas sim, como podereis contribuir para ajudar a C.A.P. a levar esta missão a bom porto ...»